Phill Veras : CARPETE

CARPETE

Phill Veras

Leave a Tip
$8 Suggested Tip

Preview Before You Download

About    Credits

Nas texturas do Maranhão…

Depois de experimentar suas composições entre valsas, vapores e gavetas, Phill Veras chega em sua trilogia cheio de sons e texturas formando um Carpete de tramas orgânicas preenchidas de poesia. Em seu terceiro álbum solo, o jovem maranhense desperta-se para novos timbres e formas de guiar suas letras. Com uma pesquisa partindo dos vários tambores e percursões de São Luis, Phill se reconecta ao seu local sem deixar de ser universal em suas intenções. Dentro de seu universo de estórias e verdades, sua concepção de unidade reuni fios delicados e tensos formando uma envolvente trama que estampa seu Carpete.

Carpete começa na canção de seu álbum anterior. “Bela”, música que finaliza o disco “Gaveta” de 2013 já apontava um recomeço ou uma nova forma de continuar. As camadas de timbres que parecem eletrônicos geram uma ilusão de sobreposições de vozes orgânicas e mais de uma ambiência dentro do mesmo enredo, algo que acontece de forma maximizada neste novo trabalho. O disco abre sua seleção com uma linda comemoração de tambores, um tom bastante característico na cultura popular das tradições maranhenses. Em seu percurso de aplicações de instrumentos orgânicos o centro do Carpete recebe sua mais delicada e reforçada trama de sutilezas e espaços, deixando para o seu fim as possíveis e variais sonoridades resultantes que podem dar acabamento às suas linhas bordadas até então. Com um pouco mais de sensibilidade e ousadia, Phill já nos presenteia com seu mar de possibilidades para sua longa trajetória na música.

Há também fibras de puro ouro neste novelo de referências. A produção musical é assinada por Adnon Soares, uma figura representativa na atual cena maranhense que assina outras grandes revelações locais nas mais variáveis vertentes musicais, muitas delas lançadas aqui mesmo na musicoteca além do próprio Phill, também: Soulvenir e Hermes. Para ilustrar a arte gráfica física e digital do álbum, o autor também convidou seu amigo e artista plástico, Lucas Maciel, que foi responsável pela personificação da obra. Para completar o time de maranhenses trazidos por Phill Veras, as fotografias de capa e de divulgação são assinadas por Fernanda Cuenca. E a arte gráfica é minha (rs), também a convite!

Carpete é uma síntese de diferentes sons, timbres, pessoas e amores que podem formar a vida de qualquer um de nós. Uma comemoração ao diverso, ao próximo passo, ao reconstruir, ao continuar. Uma verdade que convence pela poética modernista e o descompromisso com o não experimentado. Um recorte do norte sobre um mapa maior chamado de música brasileira.

Este é um leque de lugares musicais para contarmos nossas sensações, sejam elas parecidas ou diferentes, o importante é nos encontramos para festejarmos novas possibilidades. JUNTOS!

Com vocês: Carpete!

More From this Artist

More From this Artist